Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Problema
Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida
Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Quando as coberturas dos edifícios são planas dificultam o escoamento de águas.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Se existir infiltração de água através da cobertura, o estado de conservação do edifício e o conforto das pessoas que o habitam degradam-se.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Estas infiltrações causam problemas aos revestimentos e aos próprios elementos estruturais.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Estes problemas são fortemente minimizados com uma pendente da cobertura entre 1,5% e 15%.

Solução
Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida
Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

O suporte deverá estar consolidado, limpo e previamente humedecido.

Prever juntas de dilatação a cada 50 m2 e a localização de ralos e tubos de escoamento.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Amassar o Leca® Mix e espalhá-lo sobre o suporte com a inclinação pretendida (entre 1,5% e 15%) e com uma espessura mínima de 7 cm.

Em condições atmosféricas normais deixar secar durante, pelo menos, 12 horas.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Regularizar a superfície da cobertura com uma camada, no mínimo, com 4 cm de weber.floor light, armada com weber.floor rede G120.

Executar corretamente a pendente de uma cobertura invertida

Aplicar o isolamento térmico escolhido e cobri-lo com gravilha ou, se se preferir, com uma camada de Leca® Light Plus numa espessura mínima de 6 cm, armada com weber.floor rede G120.

Produtos Utilizados